Marca do Crea-AC para impressão
Disponível em <https://creaac.org.br/crea-ac-faz-visita-tecnica-na-ponte-juscelino-kubitschek/>.
Acesso em 25/05/2024 às 11h37.

Crea-AC faz visita técnica na ponte Juscelino Kubitschek

29 de março de 2023, às 13h38 - Tempo de leitura aproximado: 3 minutos

Os conselheiros do Crea-AC, na presença da presidente Carmem Nardino, e da diretora administrativa da Mútua-AC Soraya Lima, estiveram na manhã desta quarta-feira, 29 de março, em uma visita técnica a ponte Juscelino Kubitschek (metálica), no centro da capital acreana. Estiveram presentes acompanhando a comitiva o Coronel Batista da Defesa Civil, além do diretor do Deracre, Eng Ronan Fonseca, o Geologo Sócrates Guimarães, presidente do Deracre e o diretor-presidente da Saneacre, José Bestene.

História

A ponte Juscelino Kubitschek, é a primeira construída no Acre, conhecida também como “Ponte metálica”, é uma das principais vias de deslocamento, ligando o centro da cidade ao segundo distrito.

Em 1957, em seu primeiro ano de mandato, o então govenador do Acre Valério Caldas Magalhães, que tinha em seu plano de governo a construção da ponte ligando os dois distritos comprou peças e lotes das estruturas metálicas da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional). A construção da ponte se deu no início de fevereiro de 1963 no governo de José Augusto de Araújo. O projeto é do engenheiro Machado da Costa e só ficou pronta em 1969. Sua inauguração, no entanto, só aconteceu dois anos depois, no primeiro mandato do governo de Wanderley Dantas, em 1971.

Em 1978 parte da ponte foi levada pela correnteza do rio. As obras de recuperação só começaram em agosto de 1984 já no governo de Nabor Júnior e levaram oito meses para ser concluída, sendo reinaugurada em abril de 1985. Totalmente recuperada, com 230 metros de extensão, feita em concreto armado e estrutura asfáltica

Embora já existam outras três pontes sobre o mesmo rio, dentro do perímetro urbano de Rio Branco, pela sua localização ela ainda é uma das mais utilizadas na capital.

Atualidade

O nível do Rio Acre, em Rio Branco, subiu quase cinco metros após a forte chuva que atingiu a cidade no dia 23 de março. Na medição feita à noite, o rio marcava 14,65 metros, acima da cota de transbordo, que é de 14 metros.

Com cheia do Rio Acre e balseiros acumulados, por volta das 22h dessa segunda-feira (27), a ponte metálica foi interditada pela Defesa Civil Municipal. O Rio Acre amanheceu nesta terça (28) com 16,84m, e apesar da vazante registrada na região de Brasileia, o Rio Acre continua com o ritmo de aumento de 2 centímetros a cada duas horas, registrando 17,02m nesta manhã de quarta (29).

Visita Técnica

A equipe do Crea-AC acompanhou os trabalhos, nesta quarta-feira, dia 29, do Deracre, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil para a remoção dos balseiros.

“A comitiva do Crea Acre, Deracre, Bombeiros e Defesa Civil, fizeram uma inspeção visual para verificação da estabilidade da Ponte Juscelino Kubitschek, que vem sofrendo com o grande acúmulo de balseiros que pressionam a estrutura em meio à enchente do Rio Acre. Assim poderemos determinar as medidas emergenciais para que ela volte a ser utilizada com segurança pela população”, comentou a presidente do Crea-AC, Carmem Nardino.

Após visita técnica, os representantes do Crea-AC foram convidados para uma reunião no gabinete do Governador Gladson Cameli, amanhã , 30 março, as 15h, para colaborar com soluções referente a situação das enchentes.

Na comitiva do Crea-AC estiveram presentes, a presidente eng. civ. Carmem Nardino, a vice-presidente eng. agr. Lya Beiruth, as conselheiras eng. agr. Carminda Pinheiro, Tecg. Jackline da Silva, eng. civ. Rosa Costa e os conselheiros eng. Eletric. Edlailson Pimentel, o eng. civ. Antônio Furtado, eng. civ. Mateus Santos, o eng. ftal Erivan Pereira, a diretora administrativa da Mútua-AC Soraya Lima além do eng. mec. Marcelo Torres, conselheiro federal suplente.


Estamos online das 7:30h às 13:30h!