Acesso à informação





Confea homologa registro de instituições de ensino e entidades de classe
Escrito por Bruno Firmino    Qui, 18 de Julho de 2019 10:31    PDF Imprimir E-mail
Assessor Renato Muzzolon, presidente Joel e o presidente do Crea-GO, Francisco Almeida

Na sessão plenária 1499 foram homologados os registros das instituições de ensino e entidades de classe. A declaração atende à Resolução nº 1.070/2015 e tem validade de um ano.

“O documento tem por finalidade habilitar as instituições de ensino e as entidades de classe a indicar representantes para compor o plenário dos Creas e a estabelecer parcerias”, explicou o presidente Joel Krüger, reconhecendo a importância da iniciativa que visa à integração do Sistema Confea/Crea e Mútua.

“Nesta plenária foram deliberados registros de 14 entidades e instituições, o que demandou esforço da Comissão de Organização, Normas e Procedimentos (Conp), da Gerência Técnica do Confea e, anteriormente, houve o trabalho de análise por parte dos Creas. Todos estiveram empenhados para que as documentações fossem devidamente apreciadas e houvesse o reconhecimento das entidades que merecem ser valorizadas por sua atuação, como é o caso do Instituto Politécnico da Bahia, uma das mais antigas instituições precursoras do Sistema conhecida por fomentar a engenharia desde 1896”, comentou o presidente do Confea.

A iniciativa proporciona maior “participação de entidades e instituições de ensino, o que é importante porque elas são a base do Sistema”, como observou o presidente da Federação Nacional das Associações de Engenharia Ambiental e Sanitária, à qual a Associação Goiana de Engenheiros Ambientais (AGEAMB) é ligada.

O eng. amb. Renato Muzzolon reconheceu ainda o esforço da associação em pleitear o registro. “No caso da AGEAMB, foi um trabalho de seis anos envolvendo duas gestões. O apoio financeiro dos associados para a regularização fiscal da entidade também foi crucial para o protocolo do documento junto ao Sistema e posterior homologação”.

Confira as entidades de ensino e de classe:

Associação de Engenheiros e Agrônomos de Cajamar (Aeac)
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (Ifet)
Associação dos Engenheiros de Pesca do Paraná (AEP/PR)
Associação dos Engenheiros Florestais do Oeste e Sudoeste do Paraná (Aefos/PR)
Associação de Engenheiros de Segurança do Trabalho (Asengest)
Associação Brasileira de Engenheiros Civis - Departamento do Piauí (Abenc/PI)
Associação de Engenharia de Segurança do Trabalho da Paraíba  (Aest-PB)
Instituto Politécnico da Bahia (IPB)
Universidade Federal do Amapá (Unifap)
Faculdade Presidente Antônio Carlos (Fapac)
Centro Universitário de Brasília (UniCeub)
FAE Centro Universitário
Faculdade de Pato Branco
Associação Goiana de Engenheiros Ambientais (AGEAMB)

Conp
Ainda na sessão plenária, foi aprovada a  Decisão Plenária PL1093/2019, em que os Creas terão de atualizar trimestralmente os dados referentes aos conselheiros. Para tanto, a Gerência de Tecnologia da Informação do Confea vai disponibilizar uma ferramenta para monitoramento das questões de sucessividade dos membros dos Conselhos Regionais.


Informações como data de início e fim do mandato, título profissional, modalidade em que se faz representar, Câmara Especializada, nome da Entidade de Classe ou Instituição de Ensino a qual representa; cargos ou funções assumidas; informações complementares (a serem preenchidas pelos Regionais sobre o exercício dos cargos ou funções, tais como renúncia, cassação) deverão ser fomentadas neste primeiro momento até 31 de outubro para que, em seguida, a atualização seja trimestral.

O presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), eng. civ. Joel Krüger, defendeu a iniciativa. ”Essa ferramenta é muito bem-vinda a fim de evitar os terceiros mandatos dos conselheiros, que são motivo inclusive de ações judiciais. Com o monitoramento permanente e atualização trimestral se evitará esse tipo de problema”, anunciou o presidente.

Equipe de Comunicação do Confea